O que um cão medroso me ensinou sobre auto liderança

O tempo de leitura desse artigo é de 4 minutos.

“A maior tarefa de um ser humano é ser líder de si mesmo e a maior tarefa de um líder é sair da platéia, entrar no palco de sua mente e ser autor de sua própria história.” #Augusto Cury

quando decidi adotar o Hórus (o cachorro da foto), eu não sabia que estava prestes a passar pelo treinamento de auto liderança mais desafiador da minha vida…

depois de passar por diversos lares onde sofreu por maus tratos e abandono,  o Hórus tornou-se um cão carinhoso e carente, e também muito medroso.

tão medroso, tão medroso, que vira o rosto até mesmo para um prato de comida.


(coragem, o cão covarde)

o verdadeiro desafio começa agora: como lidar com um cão medroso, que tem medo até mesmo de comer?

para resolver isso, comecei a estudar sobre adestramento de cães e testar diversas técnicas com ele.

só tem um problema: a maioria das técnicas de adestramento não funcionam para o Hórus.

o medo dele, a capacidade dele de ficar “congelado” a qualquer instante faz com que cada tentativa precise de uma cavalar dose de paciência.

lidar com o Hórus tem sido um grande aprendizado em saber lidar comigo mesmo: que também carrego uma parte mais “instintiva”, “animal” nesse ser humano que habito.

aprendi que a chave para lidar com ele é saber que, antes do “Hórus fofinho bonitinho da mamãe e do papai”, ele é um cachorro, da raça Border Collie, e não é um ser racional (ele é sim, muito inteligente, mas não processa as informações racionalmente).

para ser o verdadeiro líder de um cão, é necessário primeiro liderar a si mesmo, aprender a manter-se calmo, paciente e confiante. é necessário aprender a lidar com a sua própria energia.

energia essa que vem do corpo e da mente.

aprender aos poucos liderar a própria “matilha de pensamentos” interna.

com o Hórus, eu posso usar a técnica e ferramenta que for: petiscos, biscoitinhos, brinquedinhos, levar para passear e o escambau….

mas se a minha postura e minha energia não forem corretas enquanto estou aplicando tudo isso, não vai funcionar.

o mesmo se aplica para os “hacks” que são disseminados a todo momento como a solução mágica de muitos dos problemas do ser humano.

as pessoas aprendem a usar as ferramentas, os “hacks” antes de usar sua energia com corpo e mente.

“tome seu café com manteiga e óleo de coco, faça exercícios, faça jejum intermitente, sono polifásico, ritual matinal, técnicas de produtividade, fones de ouvido que isolam o ruído….”

se a atitude correta não vier de dentro, essas técnicas fantásticas viram distrações: como o petisco e o brinquedinho para os cachorros.

“muletas” existenciais.

o nosso verdadeiro desafio enquanto seres humanos é aprender a lidar com a nossa energia e postura de maneira correta.

do contrário ficaremos correndo atrás de mais e mais “hacks” vazios: que funcionam por 1 semana, 1 mês…. e de repente voltamos aos mesmos maus hábitos de sempre…. 

por essas e outras razões que trabalhamos a fundo aqui no Hack Life o sistema de corpo, mente e alma.

para que você possa aprender a usar toda a sua energia potencial, e com isso reprogramar a melhor versão de você mesmo.

uma vez empoderado em seu sistema, ai sim as ferramentas, os “hacks” corretos farão você deslanchar.

farão você alcançar um outro patamar.

ai sim, estamos falando de HACKEAR de verdade ;D


// frase para você filosofar

#pt
“ “Muitos de nós somos escravos de nossas mentes. Nossa própria mente é o nosso pior inimigo. Nós tentamos nos concentrar, e nossa mente vaga. Nós tentamos manter o stress à distância, mas a ansiedade nos mantém acordados à noite. Tentamos ser bons para as pessoas que amamos, mas depois nos esquecemos e nos colocamos primeiro. E quando queremos mudar a nossa vida, mergulhamos na prática espiritual e esperamos resultados rápidos, apenas para perder o foco após a lua de mel ter desaparecido. Retornamos ao nosso estado de perplexidade. Nos sentimos impotentes e desanimados. Parece que todos nós concordamos que treinar o corpo através do exercício, dieta e relaxamento é uma boa idéia, mas por que não pensamos em treinar nossas mentes?
# Sakyong Mipham

#en
“ Many of us are slaves to our minds. Our own mind is our worst enemy. We try to focus, and our mind wanders off. We try to keep stress at bay, but anxiety keeps us awake at night. We try to be good to the people we love, but then we forget them and put ourselves first. And when we want to change our life, we dive into spiritual practice and expect quick results, only to lose focus after the honeymoon has worn off. We return to our state of bewilderment. We’re left feeling helpless and discouraged. It seems we all agree that training the body through exercise, diet, and relaxation is a good idea, but why don’t we think about training our minds?”
# Sakyong Mipham

 


// quero +

< clique aqui para acessar nosso arquivo com todos os artigos />