O último presente de Steve Jobs [sextaFilosofal]

O tempo de leitura desse artigo é de 2 minutos.

Steve Jobs. (ponto)

o guru do vale do silício que dispensa apresentações era conhecido por ser um cara fissurado por detalhes e dono de uma intuição fora de série.

tão detalhista que planejou inclusive uma cerimônia póstuma que aconteceu em Stanford pouco depois de sua morte.

Marc Benioff, CEO da SalesForce foi um dos que estavam presentes nessa cerimônia, junto com Larry Page, CEO do Google, Michael Dell, presidente da Dell, entre outros.

em uma entrevista, Marc diz que Steve planejou até um presente que deveria ser entregue a cada um dos convidados.

ao receber a pequena caixa de presente, Benioff sentou com calma para abrir.

“Eu sabia que o presente era algo com muita intenção. Algo que Steve queria deixar como uma última mensagem, para que refletíssemos sobre.”

no interior, estava uma cópia do livro de Paramahansa Yogananda: a Autobiografia de um Yogi.

de acordo com Benioff: “Steve tinha consciência de que sua intuição era um de seus melhores talentos, e sempre olhava o mundo de dentro para fora.”

Jobs conseguiu dar vazão à sua energia através de seu trabalho, inventando produtos que revolucionaram o mercado como o iPod e o iPhone.

o motivo pelo qual todos temos um supercomputador em nossos bolsos hoje é graças ao titio Steve.

< é fácil perceber que uma parte de Jobs sempre se mantinha criativa, aberta para um mundo de possibilidades e abundância, com a intuição sagaz de uma criança. />

como último presente, ele deixou o livro de Yogananda.

o que será que ele queria com isso?

eu, Renato, não canso de ler e reler essa obra incrível, que apesar de ser um livro de não ficção, de fatos reais, mais parece uma obra de ficção científica muitas vezes:

Yogananda descreve a jornada linda de sua vida em busca de seu guru e da iluminação espiritual, do contato com o cosmos e o divino.

durante essa jornada, ele encontra yogis avançados, que já entenderam a verdade do cosmos dentro de si, e são capazes de duplicar seus corpos, materializar castelos no meio do deserto, ou mesmo comunicar-se telepaticamente com seus discípulos a quilômetros de distância.

mais do que poderes, união com o cosmos ou qualquer coisa, é um livro que mostra a jornada humana a caminho para a conexão com o amor.

mais do que uma “iTV”, um “iCar”, um “iPhone master blaster plus”, esse foi o legado que Steve Jobs deixou para cada um de seus convidados com seu presente:

para que realizem a si mesmos.

que extrapolem o amor em suas vidas.

ou você achava que Steve Jobs era só da galera da alta performance?

para essa sexta, fica a reflexão: aonde você está extrapolando o amor em sua vida? como você balanceia isso com o seu trabalho e obrigações?

quão abert@ você está para um mundo de possibilidades e abundância? como anda sua intuição e criatividade?

 


// frase para você filosofar

#pt
“A única coisa real de valor, é a intuição”  ~ Albert Einstein

#en
“The only real valuable thing is intuition.” ~ Albert Einstein


o que você achou dessa edição da Sexta Filosofal?