Como você cuida do seu “hardware biológico”? [sextaFilosofal]

O tempo de leitura desse artigo é de 3 minutos.

qual é a primeira coisa que você faz ao acordar?

essa semana me dei conta de que passava maior parte do meu tempo alimentando uma máquina, um hardware de silício, do que o meu ser, meu hardware biológico.

começava logo que acordava.

ao desligar o despertador do celular, já fazia a tríade sagrada do dia: whatsapp, facebook, email.

durante os últimos meses, decidi mudar de postura.

o celular agora passa a noite em modo modo avião. 

pela manhã, acordo naturalmente, agradeço o meu dia, agradeço que meu coração está batendo, agradeço a vida e as pessoas que amo.

percebo qual das minhas narinas está mais ativa, desço da cama com consciência, me lavo e começo minha prática de meditação + yoga.

não quero nem saber que horas são até terminar tudo.

claro que não é fácil: a mente fica desesperada. precisa saber que horas são, precisa saber se responderam X, Y ou Z.

cria todo e qualquer tipo de estratégia para me convencer a terminar logo a prática para ir fazer as “coisas importantes”.

é um movimento engraçado, mas como qualquer criança mimada, consigo cada vez mais não dar bola à ela.

< o que estou ganhando com isso? uma profunda sensação de paz e bem estar a cada dia. de estar menos sufocado. />

de só viver. ser, estar. e não “estar fazendo alguma coisa”.

começar o dia assim me proporciona maior energia para encarar o que for.

faço as coisas efetivamente, com qualidade.

agora, se pulo meu novo ritual matinal, o dia começa em outro ritmo: um ritmo que não é meu, o ritmo das demandas do mundo externo.

para essa sexta, fica o convite para você refletir como são as primeiras horas logo depois que você acorda, essenciais para ditar o tom do dia inteiro.

se você se identifica com o que escrevi, e quer experimentar começar o dia com as técnicas simples porém poderosas de Yoga e Meditação, organizamos o H4CK_day: Yoga Edition pensando em você.

o DAY é um workshop completamente OFFLINE:

uma oportunidade incrível de testar e experimentar novas ferramentas, ter uma degustação de um novo estilo de vida, e identificar se aquilo se encaixa em sua jornada.

// onde e quando vai ser?

dia 25 de junho, das 7h30 às 15h

no ViaVidya Yoga e Ayurveda: R. Dr. Jesuíno Maciel, 1160 – Campo Belo, São Paulo – SP

// quero saber mais!

se você quer mergulhar com a gente nesse dia, basta clicar aqui ou no botão abaixo.

 

< “O Yoga é uma ciência completa de autodisciplina. Ele equilibra, harmoniza, purifica e fortalece o Corpo, Mente e a Alma do praticante.” />  ~Swami Vishnudevananda


// hacklife cast #14 | Geraldo Rufino

nesse episódio, eu tive o prazer de falar com Geraldo Rufino, o catador de sonhos.
a trajetória do Geraldo é linda de se ouvir, a carreira dele teve início catando lixo e depois se tornou um dos maiores empresários desse país.
eu sai em êxtase depois da entrevista, e espero que você consiga sentir pelo menos um pouquinho dessa alegria e energia ao ouvi-la =)
< clique aqui para escutar ou assistir AGORA />


// frase para você filosofar

#pt
“A tragédia não é quando um homem morre. A tragédia é o que morre dentro de um homem quando ele está vivo.”  ~ Mário Sérgio Cortella

#en
“Tragedy is not when a man dies. Tragedy is what dies inside a man when he’s alive.” ~ Mário Sérgio Cortella


o que você achou dessa edição da Sexta Filosofal?

Renato Stefani

Renato Stefani

apaixonado pelo desenvolvimento pleno e integral do ser humano, em busca do equilibrio entre corpo, mente e alma, aliando desenvolvimento tecnólogico ao despertar da consciência.
isso define quem eu sou.

o que eu faço?
sou o fundador do Hack Life,
instrutor de Yoga certificado pelaInternational Sivananda Yoga Vedanta Centre, especialista em futurismo e tecnologias exponenciais pela Singularity University.
Renato Stefani

Gostou do texto? Vamos continuar a discussão, criar nossa comunidade viva de hackers da própria vida. Deixe seu comentário!